Saúde, Toronto

Minha primeira consulta médica no Canadá (Toronto), ainda sem plano de saúde

Além de informativo, como este é o primeiro post do Blog, será um pouco introdutório também. Espero que gostem!!

Então gente, bom dia!!!

Meu nome é Raissa, tenho 24 anos de idade, sou mineira (natural de Ipatinga) e ‘recentemente’ casada com o cara mais maravilhoso do mundo ♥️ hahaha. Sem muitas delongas (digamos que minha vida é uma novela mexicana e isso está longe de ser o ponto), eu vou tentar ser o mais direta e objetiva possível. Pois bem, eu e Augusto acabamos parando no Canadá. Não era o plano, viemos de ‘supetão’, completamente despreparados (“como alguém muda de país de ‘supetão’??” pois é, acreditem, acontece). Estamos aqui há menos de 3 meses e eu já fui abençoada com minha primeira infecção urinária. 🤦🏻‍♀️🤦🏻‍♀️

Eu sou apaixonada por Blogs desde os meus 12/13 anos de idade. Lembro que parei de escrever, na época, para me preparar pro ensino médio. Vacilo, não devia ter feito isso. Daí depois veio vestibular, faculdade… Nunca mais achei tempo pro que mais gostava de fazer na vida *please stay focused Raissa* anywayy, daí eu tive essa experiência horrível e maravilhosa ao mesmo tempo e senti a necessidade de voltar a escrever. Eu precisava compartilhar com outras pessoas que estão chegando, que têm vistos de turista/estudante (de cursos curtos), o fato de que não estamos tão no pau da goiaba assim (como eu acreditei que estaria). Sério, nem perto disso!

Como qualquer outra infecção bacteriana, o tratamento de uma infecção urinária requer antibiótico. À partir daí vocês podem imaginar o quão surtada eu estava depois que se passaram 5hrs de sintomas, outros 5 litros d’água e nada da dor sumir. Tenho dó do meu marido nessas horas, eu só consigo chorar. Apesar de ter comigo uma ‘farmacinha’ bem vasta, me recusei a trazer os famigerados antibióticos. Eu não queria ‘atrair’ doença, sabe? 😂 e mesmo tendo sofrido bastante (felizmente por um curto período de tempo) por essa escolha, quando descobrimos a luz no fim do túnel eu voltei a considerá-la a melhor opção.

Augusto tem uma tia emprestada que mora aqui em Toronto já há mais de 30 anos. Foi pedir socorro por mim. Ela logo atendeu a ligação, disse que faria alguns contatos e retornaria. Passados 5 minutos ela nos encaminhou um endereço e disse que se tratava de uma clínica gratuita para mulheres (saúde íntima), que estava relativamente vazia no momento e que eu devia sair para consultar. Engoli o choro na hora e fui trocar de roupa né. Depois de dois ônibus e um metrô chegamos na clínica. Falei com a secretária que precisava consultar, ela me entregou um formulário para preencher e disse que já já eu seria atendida. Uma das primeiras perguntas do formulário era sobre plano de saúde. Eu disse a ela que não tinha, ela me mandou deixar em branco e não preocupar, porque isso não era um problema. Também perguntavam a língua nativa/nacionalidade da paciente, o que achei incrível. O Canadá é maravilhoso em relação à isso de inclusão cultural. Enfim, formulário preenchido, sentei-me para esperar.

Após 3 minutinhos sentada conversando com Augusto e tentando distrair, uma médica super fofa me chamou. Era uma senhora portuguesa. Perguntou o que eu estava sentindo, se já fiz alguma cirurgia, histórico de doença na família, vacinas já tomadas etc essas coisas que médicos sempre querem saber na primeira consulta. Também falou um pouco sobre o que é a infecção urinária e os meios de preveni-la (eu meio que já sou expert no assunto depois de tantas crises nessa vida, mas ok hahaha), ela foi muito gracinha. Depois disse que minha urina precisaria ser examinada para que pudéssemos confirmar a UTI (eu estava super ansiosa quanto a isso, queria muito saber se teria que gastar com exame, se teria que achar algum laboratório ou sei lá). Ela se levantou e pediu para que eu a acompanhasse. Fomos num corredor atrás da recepção, ela me entregou dois copinhos e um lenço íntimo. Explicou como eu deveria colher a urina e apontou o banheiro. Disse que quando terminasse era só aguardar. Devolvi os copinhos pra moça do balcão e fui sentar novamente.

Uns 15 minutos depois outra médica me chamou, em outro consultório dessa vez. Essa era mais jovem e muito simpática também, conversou comigo em inglês mesmo. Começou a perguntar o que eu tinha e tal, fiquei meio confusa e disse que já havia sido atendida, que ela devia ter me chamado por engano. Ela disse que lá era assim mesmo, que eu também deveria passar por ela. Mediu minha pressão/batimentos cardíacos, verificou se não havia febre e foi pegar o resultado do exame. Voltou dizendo que eu realmente estava com UTI (infecção do trato urinário em inglês) e que eu precisava tomar antibiótico. Perguntou se eu tinha alergia a algum medicamento e me entregou a receita. Encerrou o atendimento pedindo para que eu fosse novamente ao consultório da portuguesa. (Gostaria de fazer uma obs aqui: eu já tinha lido que aqui no Canadá não vendem mais o Pyridium -analgésico/anti-inflamatório específico para o trato urinário-. Perguntei a ela se tinha algum ‘substituto’ dele e aparentemente não tem. Ela me receitou o Advil mesmo -ibuprofeno- para dor/anti-inflamatório. Deu certo pra mim, mas nesse mesmo post em que li sobre a falta do Pyridium, a menina reclamou muito que o Advil não funcionou pra ela. Se você ainda não veio pra Toronto/tem alguém que te visita aqui e não quer arriscar com o Advil, você pode providenciá-lo no Brasil. É barato e compra sem receita.)

De volta ao consultório da Dra. portuguesa, que também me contou do resultado do exame, tive a maior surpresa do meu dia até ali. Ela estava com o antibiótico na mão! (Elas me receitaram o Macrobid, mesmo princípio ativo do Macrodantina do Brasil -eu inclusive já o usei antes-, foram 7 dias de tratamento, tomando o remédio de manhã e à noite.) E adivinhem só? Tive que pagar apenas $10 CAD pelo antibiótico!! Quando saímos da clínica checamos o relógio… Em UMA HORA eu preenchi formulário, fui consultada por duas pessoas, fiz exame, tive o resultado do exame e fui medicada! Eu fiquei em estado de choque por mais algumas horas depois que saí de lá. Disse pro Augusto que nunca tinha ficado tão feliz antes enquanto passava mal daquele jeito hahaha.

Enfim pessoal, esse foi meu primeiro contato com médico aqui em Toronto! Eu falei que seria direta e objetiva mas esqueci de dizer o quanto eu adoro detalhes! 😂😂😂 Preciso dar só mais algumas informações antes de encerrar o post:

  • Pra quem também sofre com a infeliz cistite/entende um pouco mais do assunto e ficou se perguntando, acho válido mencionar que a urocultura também foi feita! Me passaram os resultados assim que o exame ficou pronto.
  • Eu não vou divulgar a clínica aqui por ela ser mais privada/sigilosa e eu não ter autorização para fazê-lo. Mas, por favor, se você precisa de atendimento médico e não tem plano de saúde aqui no Canadá, me manda mensagem! Pode ser por aqui mesmo, por DM no instagram, pelo facebook… Como preferir! Só me procura! A intenção do post é justamente essa, ajudar! Eu responderei o quanto antes!! 💕
  • A médica portuguesa também me indicou outra clínica gratuita que atende outros (todos) os casos!! Aparentemente lá tem que ligar e agendar antes, mas já está bom demais, né? Então, homens, caso precisem é só chamar também!!

Aos que tiveram paciência e leram até aqui, meu muito obrigada! hahaha Fiquem com Deus!! 😘

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s